Você é o que pensa que é !



Quando alguém chega para você e diz: acho que estou muito mal, ou acho que existe uma conspiração contra mim; talvez a tendência de algumas pessoas seja o de dizer o contrário: imagine, não é bem assim, foque no positivo! Mas, será que isso adianta, resolve???

Acredito que não!


A nossa estrutura cerebral é formatada para alarmar diante de qualquer sinal contraditório, ou apenas diferente do que queríamos, ou conhecemos. E também nosso cérebro tem a tendência natural de repetir sempre os mesmos padrões, e isso é fácil de entender quando sabemos que dos 60 mil pensamentos diários (isso mesmo! Uma super quantidade de informações por dia!) mais de 95% são repetidas em nosso sistema. Isso é incrível, não é?!?!?
Talvez explique porque queremos mudar, mas é tão desafiador!
Costumo dizer que somos programados para nos acostumar até com bicho de pé! Isso seria apenas uma piada, caso não torturasse milhares de pessoas que estão perdidas, depressivas e insatisfeitas com sua realidade. E o detalhe é que tudo o que ela mais pensa é o que ela vai experimentar e não, necessariamente o que ela quer. É o nosso sistema de crenças e valores que filtram e projetam a nossa realidade. Não somos dirigidos automaticamente para o que queremos, e sim para o que mais pensamos, caso contrário, tudo o que todo mundo queria já o teria.
A ciência está cada vez mais comprovando que o homem é algo além de matéria física, somos consciência pura e esta consciência, alguma coisa não tangível, mas que nos dirige, é capaz de alterar nossas células, nosso DNA, nosso comportamento e nossos resultados. Por isso, hoje sabemos que somos aquilo pensamos, aquilo que nossa consciência produz a nosso respeito e sobre o mundo é o que, provavelmente, iremos experimentar.
Segundo Dalai Lama: “Há provas de que o cérebro se adapta ou expande em resposta a padrões de atividades repetidas, de modo que, num sentido real, o cérebro que desenvolvemos reflete a vida que levamos.”
Todas as últimas descobertas da ciência, nos leva a concluir que somos capazes de mudar, de forma voluntária, a nossa estrutura cerebral e genética, e com isso mudar qualquer aspecto em nossas vidas que não esteja satisfatório. Somos aptos a mudar padrões comportamentais que nos limitam a qualquer momento de nossa história, basta que, via treinamento mental, este novo aprendizado, fixe-se em nosso sistema consciente para se tornar realidade.
De alguma forma isso me entusiasma, pois, de um jeito mais amplo, há uma luz no fim do túnel e que pode, através do potencial de mudanças do homem, produzir um futuro mais acolhedor e consciente de que vamos viver aquilo que nossa mente produzir individualmente e coletivamente, e se quisermos experimentar algo melhor ali na frente, temos todas as condições de começar agora e promover uma mudança positiva significativa para toda a humanidade.

Creditos:
Kelly Freire
Neurocoach
Diretora da Escola da Mente®
Site: http://escoladamente.com/

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.